Em 1986 as sociedades de amigos sabiam umas da existência das outras, mas ninguém se conhecia. Foi então que Regina Helena de Paiva Ramos, Presidente da Sociedade Amigos do Juquehy na época, resolveu promover um encontro das sociedades, que recebeu o nome pomposo de I Encontro das Sociedades de Amigos da Costa Sul de São Sebastião. Isso aconteceu no dia 20 de setembro de 1986. A Federação das Associações de Bairro Pró-Costa Atlântica, tem por objetivo: defender e preservar a Mata Atlântica da Serra do Mar; defender e preservar a Zona Costeira e as suas riquezas naturais para a presente e futuras gerações; trabalhar pelo desenvolvimento auto sustentado da região; para compatibilizar a presença humana com a conservação da natureza; lutar para que a ocupação imobiliária e a expansão urbana do litoral sejam acompanhadas de infraestrutura correspondente; propugnar pelo saneamento mais adequado as peculiaridades da região, e pelo tratamento racional e não impactante do lixo urbano no litoral; Promover a preservação da cultura indígena e caiçara presente no litoral de São Sebastião; Organizar-se junto aos poderes públicos para desenvolver em conjunto, o planejamento da ocupação humana no litoral de São Sebastião e decidir as principais questões atinentes à preservação do meio-ambiente da região; Proteger a fauna, compreendendo todos os animais silvestres, manifestando-se contra as práticas que coloquem em risco as funções ecológicas e que provoquem a extinção das espécies; Promover a educação ambiental e a conscientização pública para a preservação, conservação e recuperação do meio-ambiente; Promover o entendimento junto ao setor privado para manter e promover o equilíbrio ecológico e a melhoria da qualidade ambiental; Promover o intercambio com entidades ambientalistas, cientificas e culturais, nacionais ou internacionais; Promover a união das associações de bairro na preservação de seus objetivos individuais e comuns.

 

Devido ao peso político da Federação, foi feita a opção de todas as Sociedades Amigos de Bairro que a compõe, que o monitoramento aéreo (mesmo que subsidiado por apenas algumas Associações, empresas e Condomínios) que constata as eventuais irregularidades de obras em construção e outros contra o meio Ambiente, sejam encaminhadas a quem de direito por ela, que por sua vez, tem cobrado o poder Público as ações pertinentes.

Federação Pró Costa Atlântica
Rua dos Comendadores, 25 Barequeçaba – São Sebastião – SP

http://www.procostaatlantica.org.br